SETCERGS - Transporte & Logística

Início / Notícias / Notícias / Novos Cursos Do Sest Senat Ensinam A Reduzir Consumo De Combustível E Desgaste Do Veículo

8 de fevereiro de 2019

Novos cursos do SEST SENAT ensinam a reduzir consumo de combustível e desgaste do veículo

E-mail

O SEST SENAT (Serviço Social do Transporte e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte) começa a oferecer novos cursos que ensinam os motoristas a dirigirem de maneira mais eficiente. As técnicas apresentadas nos treinamentos contribuem para reduzir o consumo de combustível e o desgaste dos veículos. Dessa forma, é possível elevar a produtividade e reduzir custos operacionais do transporte. Além disso, outros dois resultados também são alcançados: diminuição do impacto ambiental da atividade transportadora e preservação da saúde dos condutores.

Os cursos, destinados a motoristas profissionais, fazem parte do Programa de Aperfeiçoamento para Eficiência Energética. Na modalidade presencial, estão disponíveis os cursos: Motorista de Transporte de Cargas SmartDriver, com 12 horas de duração, e Inclusão Digital, com 4 horas de duração. Eles são gratuitos para trabalhadores do transporte. Clique aqui e veja mais informações sobre os cursos e as Unidades ofertantes.

Já na modalidade a distância, o curso Gestão de combustível – Fuel Management, com 8 horas de duração, está disponível para qualquer pessoa gratuitamente. Clique aqui para acessar o curso.

Resultados

O diesel é o principal insumo do transporte rodoviário: responde por cerca de 40% do custo operacional do transporte. E seu preço tem pressionado os transportadores. Quase 80% dos entrevistados pela Sondagem Expectativas Econômicas do Transportador, da CNT, disseram ter percebido aumento dos valores dos combustíveis. Lubrificantes e pneus também pesaram mais na conta para 75% e para 50% dos entrevistados, respectivamente.

Por isso, medidas que contribuam para diminuir essas despesas podem contribuir – e muito – para os transportadores. Nas empresas, o treinamento de motoristas pode gerar cerca de 12% de economia de diesel, conforme dados de outro estudo da CNT, a Sondagem de Eficiência Energética no Transporte Rodoviário de Cargas.

Instrutor do Programa de Eficiência Energética no SEST SENAT, Ezequiel de Medeiros Barreto, conta que experiências práticas com motoristas que realizaram a capacitação demonstram os resultados no desempenho dos veículos. “Para se ter uma ideia, em um percurso de 28 quilômetros, dá para diminuir cerca de 1 litro de combustível. Aí você multiplica: se o motorista roda 270 quilômetros, são 10 litros; 2.700 quilômetros, são 100 litros. Se olhar tudo o que roda no ano, a pessoa pode estar jogando fora um valor considerável.”

Barreto destaca que as condutas corretas de direção também diminuem o desgaste dos caminhões e dos ônibus e aumentam a segurança na direção. Por isso, ele amplia a conta: “Se colocar na ponta do lápis a preservação do componente mecânico, a redução da depreciação natural do veículo e a diminuição de acidentes dá uma economia significativa. Sem medo de errar, eu digo que uma empresa que tem 50 veículos e que não se preocupa com a eficiência energética joga um caminhão no ralo por ano.”

Outro impacto positivo é para o meio ambiente - já que, ao diminuir o consumo de combustível, o impacto ambiental da atividade transportadora também reduz – e para a saúde dos motoristas. “Como o motorista aprende a ter uma visão mais global do trânsito, permite a ele aliviar a tensão e reduzir o estresse”, conta o instrutor.

Quem realizou o curso em turmas-piloto promovidas pelo SEST SENAT confirma os resultados. “Foi muito proveitoso, porque me ajudou na forma da condução, me ensinou a aproveitar o carro melhor para economizar combustível e diminuir os defeitos. Tem motoristas que tem maus costumes na direção e o curso melhora. Ajuda muito, porque as empresas querem profissionais capacitados”, conta Thiago Ribeiro, motorista de cargas e de passageiros em uma empresa de transporte na Bahia. Com 32 anos, ele tem 10 dedicados à profissão.

Já Everton de Alcântara, que também é motorista há uma década no estado de São Paulo, conta que decidiu fazer o curso porque, como autônomo, buscava melhorar os resultados. “Eu precisava ter uma experiência melhor e sinto muita diferença. O caminhão anda mais e gasta menos.” O meio ambiente também era uma preocupação. “A gente vê que as coisas estão acontecendo, está cada vez mais calor, todo mundo sofrendo, mas ninguém está ligando. Tem que cuidar, é importante pra todos.”

Certificação internacional e metodologia inovadora

Os profissionais que realizam a capacitação recebem uma certificação reconhecida internacionalmente, do Programa FleetSmart, do governo do Canadá. Isso porque o Programa de Aperfeiçoamento para Eficiência Energética é resultado de um acordo internacional de cooperação técnica firmado pelo SEST SENAT e pela CNT (Confederação Nacional do Transporte) com o NRCan (Ministério de Recursos Naturais do Canadá) e com o ICCT (Conselho Internacional de Transporte Limpo).

Os cursos têm metodologia inovadora, com aulas dinâmicas e interativas, uso de recursos tecnológicos, como o simulador de direção, e uso de aplicativo.

Fonte: CNT

Autoria: SETCERGS

 

Voltar Topo Imprimir